segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Yana Kudryavtseva dá entrevista à Матч ТВ (Match TV)

Foto: Oleg Naumov
No passado mês de janeiro foi noticiada (ver aqui) a despedida de Yana Kudryavtseva da Ginástica Rítmica.

Depois de Elena Karpushenko, sua treinadora pessoal, vir confirmar a sua desistência, agora é a ex ginasta a quebrar o silêncio e deu uma entrevista ao programa "Спортивный репортер" (Repórter Desportivo) do canal russo "Матч ТВ" (Match TV).

Nesta entrevista, a russa falou sobre a sua vida atual em São Petersburgo, do seu namorado, dos Jogos Olímpicos - Rio 2016, da sua amizade com Margarita Mamun e ainda da sua desistência.

Kudryavtseva admitiu que ganhar o ouro olímpico era o seu maior sonho, e apesar de não ter conseguido não culpa a sua compatriota Mamun.

Brevemente a equipa do APRmovies Blog juntará os melhores momentos de Yana enquanto ginasta, fique atento!

Veja a entrevista completa e ainda a tradução da mesma.


Tradução
Repórter: “Agora a sua vida está aqui, numa área influente de St. Petersburgo. Ela saiu de Moscovo logo após as Olimpíadas. Zenit Arena está por perto, e isso significa que ele está mais perto dela.”

Yana Kudryavtseva: “O meu namorado está a viver aqui, então passámos a viver juntos. Eu deixei de treinar, e só assim tornou-se possível.”

Repórter: “Arthur Yussupov, os seus companheiros de equipa chamam-lhe YUS, ele joga no meio-campo da equipa de futebol do Zenit. Ele é o novo namorado de Yana Kudryavtseva.
Infelizmente, não é possível vê-los a sair juntos com muita frequentemente: Treinos, competições, ... Entretanto, agora apenas para ele.”

Yana Kudryavtseva: “As pessoas não me reconhecem nas ruas, mas reconhecem-no a ele.”

Repórter: “YUS passa o seu inverno em Espanha, num centro de treino, e Yana está agora no parque de Chrestovskyi.”

Yana Kudryavtseva: “Ohh… É a primeira vez que vejo um veado, posso tocar nele?”

Repórter: “Ela vai agora para o centro da cidade. No caminho, diz que gosta da sua vida em St. Petersburgo e é muito calma.”

Yana Kudryavtseva: “Incrível! Tão calmo, exatamente o que eu precisava para recuperar, depois dos Jogos Olímpicos. Eu gosto muito desta cidade, é ainda melhor do que Moscovo.”

Repórter: “Em entrevista, Yana relembra os Jogos Olímpicos. Ela foi 13 vezes campeã mundial e a maior esperança russa para o ouro no Rio. Mas ela acabou apenas na 2º posição no Rio 2016.”

Comentador JO: “Yana Kudryavtseva deve estar a ter emoções bastante complexas.”

Repórter: “Ela confessa que ainda não consegue desculpar-se pelo seu erro. Ela ainda o vê nos seus sonhos.

Yana Kudryavtseva: “Na última noite antes das finais (na qualificação) eu quase terminei o meu exercício de arco fora do tapete de competição. Talvez eu deveria ter praticado mais... Era o objetivo mais importante da minha vida.”

Repórter: “Yana Kudryavtseva e Margarita Mamun partilharam o quarto por um longo período de tempo. Mas elas foram obrigadas a separar-se quando os Jogos Olímpicos do Rio se estavam a aproximar.”

Yana Kudryavtseva: “Durante um ano, antes do Rio, vivemos em quartos diferentes... Eu não posso dizer que nos tentaram meter uma contra a outra. Apenas tivemos uma rotina diária diferente. Isto nunca foi apresentado com grande importância. Mas eu acho que havia alguma agenda escondida, alguma estratégia. É contra a natureza do desporto. Nós não competiríamos uma contra a outra. De qualquer forma, a separação realmente não funcionou, estávamos em contacto. Nós apenas não nos incomodámos.”

Repórter: “Yana diz que se houvesse alguém que ganhasse o ouro, ela teria ficado com raiva. Mas a Rita é exceção.”

Yana Kudryavtseva: “Eu nunca tive ciúmes da Rita quando ela ganhava. Ela é uma pessoa muito agradável, amável e aberta. Não é possível ficar chateado com ela.”

Repórter: “No Rio, Yana Kudryavtseva estava chateada só consigo mesma. As pessoas não sabiam, mas ela venceu o Campeonato do Mundo 2015 com uma perna partida. Por isso ela não poderia ganhar os Jogos Olímpicos sendo absolutamente saudável. Talvez ela deveria culpar a antiga lesão?”

Yana Kudryavtseva: “Bem, a lesão não tem nada a ver com o meu erro. Eu sempre executei isso com o pé partido e com muitas outras lesões, e nunca foi um problema. Algumas pessoas estavam a dizer que eu fiz esse erro por causa desta lesão… Isso não é verdade. Eu apenas não trabalhei perfeitamente.
Bem, talvez o meu trauma não me deixou treinar bem às vezes… mas isso é treino, não a atuação.”

Repórter: “Ela não aceitou a prata, mas continuar a fazer ginástica quando se tem 19 anos é inútil. A decisão é tomada.”

Yana Kudryavtseva: “A minha hora chegou. A minha outra perna começou a incomodar-me. Foi uma decisão consciente. Eu mantive isso em segredo, porque eu tinha realmente uma esperança que se foi perdendo. E é isso, eu acho que dei tudo.”

Repórter: “Então e agora? Há uma vida depois do Rio?
Ela pega no telemóvel, e liga ao seu namorado… Mas ele não atende.
Apenas depois que ela responde, que só começa a viver a sua vida depois de terminar a carreira desportiva.”

Yana Kudryavtseva: “Quando és uma ginasta, vives num complexo desportivo, és alimentado, não tens um fogão ou algo assim. Não podes cozinhar, simplesmente não aprendes nada da vida real. Apenas aprendes como se superar, como treinar. Eu não poderia sequer imaginar como cozinhar, agora eu posso fazê-lo.”

Repórter: “É difícil de acreditar, mas Yana não é confiante na cozinha como no tapete de competição. Mas a vida não é ginástica. Ele só começou aos 19 anos.”

Yana Kudryavtseva: “Tudo acontece devagar... eu não tenho prática. Mas pelo menos posso preparar algo.”

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...