sábado, 30 de novembro de 2013

Crónica de Helena Dias nº2

Ética desportiva!
JoséRodriguesDiasTaçadePortugal
Quem lê este texto pode perguntar-se o que faz uma fotografia de futebol numa crónica de ginástica rítmica. Uma coisa não tem nada a haver com a outra!?! Ou será que tem? Estamos perante duas modalidades desportivas, uma coletivo e outra individual. Ambas podem ser praticadas por amadores ou profissionais, e cada uma exige para os seus praticantes uma formação específica, e poderíamos continuar com mais paralelismos.

De facto, poderia nomear imensas coisas que estas modalidades apresentam em comum, mas há uma que impera para a pureza e riqueza de todos os desportos: a ética desportiva.

Os valores desportivos pelos quais se regem estes dois desportos e que dão credibilidade, assim como, espetacularidade em todo o seu universo. São eles: a disciplina, o compromisso, o respeito pelo outro, o profissionalismo, a competência, o empenhamento, a dedicação, as regras, saber aceitar a derrota, a dignidade, a humildade, entre muitos outros. Todos eles me foram transmitidos em casa, desde a minha infância, tendo por exemplo o Professor Rodrigues Dias, o meu pai!

Na universidade de desporto de Kiev, na Ucrânia, onde estudei tive uma disciplina chamada Ética e Estética, e perguntava-me para que é que eu necessitava de tal disciplina para a minha profissão. Só agora com o decorrer dos anos entendo a sua importância, a ética desportiva é necessária para a verdade desportiva. No desporto não vale tudo, senão deixa de ser desporto.

Deixo esta pequena homenagem à memória do meu pai. E aproveito para deixar também um pequeno desafio aos leitores - que reflitam sobre a ética na ginástica rítmica.

Novembro 2013
Helena Dias

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...